Tuesday, June 08, 2010

Classificação de interesse público atrasa intervenção da Estradas de Portugal nos plátanos de Colares

In Público (8/6/2010)

«A Estradas de Portugal afirmou ontem que enquanto o processo de classificação de interesse público dos plátanos junto à Adega Regional de Colares, no concelho de Sintra, estiver a decorrer na Autoridade Florestal Nacional, não avança com qualquer intervenção nas árvores.

A Quercus e a Associação Árvores de Portugal afirmaram-se ontem preocupadas com uma "iminente" intervenção nos plátanos junto à adega de Colares, adiantando temerem que os trabalhos possam comprometer a classificação de interesse público do local. A Estradas de Portugal garante que enquanto o processo de classificação de interesse público dos plátanos situados junto à Adega Regional de Colares não estiver concluído, a empresa pública não avança com a intervenção prevista.

"Estes plátanos encontram-se já em processo de classificação de interesse público (...) pelo que a EP não vai intervir sem o consentimento e supervisão da Autoridade Florestal Nacional", garantiu a Estradas de Portugal, em resposta à agência Lusa.

A EP garante que a 19 de Abril, em resposta à Autoridade Florestal Nacional, informou "nada ter a opor quanto à classificação daquelas árvores", advertindo, no entanto, que "algumas delas necessitam de intervenções urgentes".

Em Novembro de 2009 vários moradores de Colares insurgiram-se contra a marcação de plátanos junto à adega regional, efectuada pela Estradas de Portugal, por temerem o abate destas árvores que marcam a paisagem desta vila.

Segundo a EP, a empresa promoveu em 2009, depois de reclamações de moradores, a realização de inspecções técnicas às árvores das estradas nacionais da zona de Colares, com vista a identificar as necessidades de intervenção, tendo realizado ainda diagnósticos mais aprofundados nas árvores situadas junto à adega.»

3 comments:

Anonymous said...

http://www.peticao.com.pt/arvores-de-sintra

Anonymous said...

LOBO VILLA
Esta é uma notícia típica de mais uma "não-notícia", com que o Estado Português entretém e engana os cidadãos portugueses(numa crítico-financeira ,global ou não).
Diz o Estado (Estradas de Portugal-EP) que o Estado (Aut. Florest. Nacoinal-AFN),não agirá contra o Estado...quanto ao abate dos plátanos de Colares (o abate é o que o Estado quer,para se livrar de responsabilidades...), mas que, atendendo ás reclamações dos moradores irá em "diagnósticos mais aprofundados " quanto aqueles plátanos junto á Adega de Colares...
Resumindo : bemvindas as reclamações dos moradores de Colares !!!
(Se não existissem estas reclamações ,o Estado já teria abatido os Plátanos de
Colares ...)
Parabéns,passem a palavra para Oeiras , Cascais...que bem precisam !
Abraços Colarences !

António Muñoz Arq said...

Vivemos já num sistema sem valores que não se lembra (ao menos) que são as árvores que produzem o oxigénio que respiramos ?
O abate dos plátanos de Colares-(que podem ser "tratados"! porque será que ninguém fala nisto?)- equivale a demolir um Monumento Nacional !