Tuesday, September 08, 2009

19 comments:

Anonymous said...

Mas que maçada...

Anonymous said...

Deveriam juntar Foto da campanha da coligação psd/cds, em que o Presidente Capucho afirma que apoia o Desporto, em vez da foto do windsurf ponham um bicicleta.
Hipocrisia Total!!!!!

Pedro said...

Sim uma autêntica maçada. Os jovens (e outros) praticantes do BTT levaram anos a construir trilhos, a limpar a serra da acácias e lixos que por lá deixam. A CMC patrocinou com fundos públicos a construção da estrutura.
Os utentes da serra, usufruíam do local já conhecido, muito bem conhecido em todo o país. Veja-se o movimento na Malveira aos fins-de-semana, no comercio, até as lojas da modalidade que já se instalaram no concelho.
E agora…. Tudo para o lixo e todos para o desemprego. Julgam que a Avalanche, a Tangerina, a Engram, a Manipaulo, e tantas outras vendem bicicletas para a ciclovia???
Calculam que a partir de agora vão ter muito negocio ou não?
Depois perguntam aí no blogue: o comercio local e tal e coisa…tá mal. Para melhorar tem que mudar a politica!
Conclusão: vamos ficar mais gordos, mais doentes, mais pobres e mais estupidificados!
E porquê?
Porque alguém conhece alguém e vivemos em Cascais.
Ainda outra vantagem é que o parque fica mais protegido, para lá construírem um dia umas casitas em condomínio….???

oli said...

As pistas de Freeride da Malveira da Serra são a Meca nacional da modalidade, que trazem ao parque centenas de praticantes de todo o país, e razão de alguma inveja por parte de "nuestros hermanos" que tem de se deslocar a Portugal para usufruir de uma infra-estrutura do género!

O problema é que o BTT provoca alguma vigilância sobre o que se passa na Serra, e isso constitui um incomodo ...

Existem alguns problemas estruturantes da inclusão da modalidade no local, mas que se resolvem com regras, não com proibições, que são feitas de modo inconsequente ... Ou ninguém reparou que o edital não prevê sanções, até porque o que lá está feito, foi feito e mantido com a conivência da CM Cascais e do PNSC.

Ouvi também uma coisa muito estranha, dita por alguém de importância da CM Cascais, que o Freeride não é uma modalidade desportiva, no entanto a mesma CM Cascais apoia o Clube Português de Freeride, tanto no seu guia do Desporto, como na feira do Desporto ... Além que o desporto é BTT (modalidade olímpica)!!! Caso não tenham percebido.

Anonymous said...

Uma luta pela legalidade e contra a perpéptua descriminação de quem apenas quer praticar desporto em comunhão com a natureza

Pedro said...

Assinem a Petição, em apenas uns dias já conta com mais de 800 assinaturas.
Em: http://www.peticao.com.pt/freeride

Que maçada...

Anonymous said...

para quê dá alguma coisa... nunca deu....

Pedro Correia Santos said...

Esta e todas as acções de divulgação e alerta vão ajudar a nossa causa!

Entretanto irei distribuir pelas lojas do conselho um abaixo assinado contra a interdição das pistas.
Peço a colaboração de todos para a divulgação da nossa causa.

Atenciosamente
Pedro Santos
CPFR

Anonymous said...

Eu proponho voto no BE!
O unico Partido que fez algo por nós...que maçada!

Anonymous said...

Sempre que vou a Sintra faço 97 km para cada lado. Faço esse esforço porque realmente o que lá está construído vale mesmo a pena.
Não consigo perceber, por mais voltas que dê, o porquê desta interdição. Pelo que tenho ouvido dizer serão os moradores a queixarem-se. Parece-me a mim que com um bocadinho, mesmo pequenino, de organização daquele espaço isso seja ultrapassado facilmente.
Caso contrário para que serve a Serra? Para se dizer que existe? Para se admirar a partir de um mapa?
A Serra deve ser usada para actividades e deve estar "viva".
Em vez de se proibir tem de se promover uma parceria com os clubes de BTT que usam a serra para que todos possamos "tomar conta" dela!


Sócio nº 53 de ÓBIDOS!!

Anonymous said...

Boa tarde eu sou um daqueles cromos que desde á 4 ou 5 anos passa todo o tempo livre a fazer trilhos e arranjar e manter os mesmos horas a fio, Muitas vezes com chuva e frio de corta vento vestido no invernos até ás 20h com luz na cabeça e holofotes por vezes até ás 24h e mais.E agora com o tempo fui tentando passar a outros mais novos sempre com o sonho que o meu filho com 8 meses pudesse um dia conhecer aquelas obras primas, nalguns casos grandes obras de engenharia tudo com material existente na natureza, pudesse também ele se iniciar na prática de freeride ou downhill.Com muita tristeza minha já á cerca de 6meses nos informaram que isto ia acontecer.Ninguém ligou patavina ainda falei com quase todos que seria bom parar as carrinhas mais abaixo, para não incomodar os Doutores, ninguém ligou.Assim como também não ligavam quando pediamos ajuda para lá trabalharem, estou triste mas ao mesmo tempo é bem feita para muitos que lhes sirva de lição.Agora tirando este pormenor o mais importante será conseguir que se volte a ter as pistas para bem de quem quer praticar este desporto tão espectacular que é o btt -fr/dh de biodiversidade o Sr Tito que nem fale que nós temos visto de tudo por essa serra fora os madeireiros ganaciosos por madeira com o abate e recolha passam por cima de tudo carvalhos sobreiros sujam tudo o que é caminhos escondem em vales e buracos as ramas que nós estamos constantemente a descobrir esses locais isto não é crime pois não.
Sempre que construimos um trilho tivemos empre cuidado com as árvores chegavamos a abandonar uma linha por causa de um sobreiro ou então a fazer desvios ou a atar o cedro que esta a inclinar, isto é que é biodersidade Sr Tito sempre tivemos com a GNR uma relação de amizade e entre ajuda no que respeita a depositar lixos e prevenir incêndios. Na zona das pistas da Malveira na parte de cima temos nos preocupado em segurar as terras na zona dos cedros em não fzer lixo ora até latas de atum garrafas e cerveja fogueiras temos apanhado nos madeireiros ou nas bruxarias, raves em que é lixo por todo lado jovens que nem se lembram aonde estão tal é a pedrada, eu prefiro que o meu filho me apareça em casa a dizer que a policia o multou por não poder descer na malveira.Ora os moradores se reuniram pela soslaia e conseguiram que isto acontecesse.Legalmente?Tenho as minhas dúvidas ICNB está um pouco queimado com o caso freeport.O que conta é que o que é que as lojas estão também a fazer para que isto não aconteça vão perder dinheiro os restaurantes da malveira em que nós iamos lá comer também vão notar a nossa falta
Alguém nos ajude.
Bem haja

Ervilhascream

Anonymous said...

Cont. -- mas o mais importante os miudos como o francisco o boto o rodrigo que desde os 7, 8 anos lá andam como estarão que pensarão eles deste país destas leis rídiculas desta mentalidade de país atrasado anos para o resto do mundo, nem vamos mais longe em Espanha todos anos abrem bikesparques que não chegam nem aos calcanhares do que existe na Malveira, as serras pela europa são rentabilizadas ao máximo são gigantes parques desportivos autosustentáveis,em que pouco é preciso investir não venham depois dizer que não há dinheiro para fazer parques desportivos nas cidades para evitar que os jovens se desviem para a criminalidade ou para o mcdonalds, quando em sintra local que sempre foi o eleito do distrito de Lisboa para a prática de desporto se vê isto acontecer.Então porque é que é proibido fazer btt na vertente de freeride alguém do icnb sabe dizer-me eu agarro numa bike de btt cross contry ou de dirt ou street ou de downhill e já possodescer é? Acho que aí á gato, pois fala-se em freeride pois sempre foi o CPFR que lutou para a legalização das pistas mas se fosse o clube português de downhill então o icnb iria dizer que era proibido fazer dh na malveira , epa então ainda bem que não foi o SLB senão lá ficava o Seabragomes sem comentar na rtp o jogo da noite.
Algo está esquisito pois então eu vou poder descer pois a minha bike é de down hill, de qualquer forma aquelas pistas são mais de downhill que outra coisa.
Há mais de 6 meses que sabemos que isto iria acontecer avisamos o pessoal para carregar as bikes mais abaixo e desocupar o empedrado ninguém ou quase ninguém ligou ou ligaram mas continuaram agora é assim...solução seria masi abaixo existe uma fonte que serve de rotunda e tem algum espaço poderia se carregar e parar lá os carros e só se passaria no empedrado de bicicleta seria colocado um sinal de transito proibido excepto a moradores e a velocípedes por exemplo, agoar proibirem não eu não me conformo.
Atão a serra é património da humanidade mas aqueles que lá moram é que mandam então se aquilo é área protegida op que lá fazem aquelas casas não podiamos proibir eles de lá viver?A serra é de todos blábláblá...Não há palavras,meu próximo passo que já está a meio é escrever uma carta ao presidente da República esta injustiça para com o desporto não é certa , Portugal está muito abaixo no ranking mundial ocupa para aí o 60º lugar no mundo e com estas medidas não vamos lá é que já nem no futebol lá vamos não é!
Aquilo é práticamente só acácias e aquela vertente está registada como terrenos baldios se não me engano ou se me informaram bem.
Bem haja
Ervilhascream

Anonymous said...

POrque não dar mais apoio a este desporto em vens de acabar com ele?

Será que faz POLUIÇÃO?
Prejudica o bem estar dos desportistas?

Não acabem com um desporto destes que esta em constante evolução!

TENTEM MAS É DAR MAR MAIS APOIOS A MODALIDADE!


DEVEM PREFERIR QUE OS SEUS FILHOS OU NETOS EM VEZ DE FAZEREM DESPORTO ANDEM PARA AI NOUTROS "CAMINHOS", PELOS QUAIS NÃO TRAZEM BENEFICIOS A NINGUEM..

Anonymous said...

Depois de devidamente contempladas na Carta Desporto e Natureza, surge a interdição das pistas de DH-FR na Malveira da Serra em Sintra. Esta proibição foi decretada por consequência directa de reunião no PNSC, na qual o Exmº Senhor Carlos Carreiras, na qualidade de vice-presidente, fez saber que a CMC se opunha incondicionalmente á pratica da modalidade, não só nas pistas da Malveira como em qualquer outro local do Conselho.

Como praticante de BTT e frequentador das referidas pistas, considero esta posição tão abusiva e inaceitável como a conotação que nos é atribuída e que prefiro aqui nem referir.

A posição da CMC terá sido pragmática, remetendo todos os interessados na causa a encetarem conversações com as entidades competentes, no sentido de recolocar as pistas e a pratica da modalidade na pendente oposta da serra sob a alçada da Câmara Municipal de Sintra.

Desilude-me este facto, ainda para mais sendo a CMC uma entidade que tanto tem feito em prol de várias e inúmeras modalidades e entidades desportivas.

A marginalização da modalidade e a interdição das pistas de FR-DH da Malveira da Serra, para além de discriminatória, afastará inúmeros jovens da prática desportiva e privará centenas, ou mesmo milhares, de praticantes do acesso a um dos locais mais antigos, reconhecidos e emblemáticos do BTT.

Resta a esperança de que alguém possa redimir esta perda ou que alguém possa descobrir e denunciar as reais motivações desta interdição em muito suportada pela mobilização efectuada pelos moradores das quintas da Malveira da Serra.

Carlos Muralhas said...

Pois, praticar uma modalidade desportiva que traz sempre largos benefícios de saúde física e mental é negativo? Em cascais até parece que acham melhor os jovens ocuparem o seu tempo noutras actividades infelizmente muito mais comuns... tipo alcoolismo e droga... o que dizer desta proibição? nem sei... estou preplexo.
Carlos Muralhas

Anonymous said...

Extremamente lamentável e vergonhoso mesmo que uma camâra que apregoa e publicita a prática desportiva para um estilo de vida saudável venha agora tomar uma medida desta natureza! Concerteza que não foi tido em conta a magnitude das consequências de tal medida! Ou isso ou a voz de poucos que moram na fase terminal das pistas vale mais que a de milhares que la passam dos melhores momentos da sua vida! Só espero que as autoridades competentes assumam o erro crasso que cometeram e voltem atrás com a sua decisão, pois tal medida é extremamente injusta para todos aqueles que tanto suor dedicaram à construção e legalização daquele espaço que não é por acaso que é considerado por tantos(inclusivé além fronteiras) como um espaço de excelência para a prática do Freeride! Apelo a uma auto-consciência de quem de direito para que esta interdição seja levantada!
Toda a minha vida tive orgulho de ser morador do Concelho de Cascais, nomeadamente a nível desportivo onde sempre tive boas condições para a pratica desportiva, mas esta medida por parte da Câmara retira grande parte desse mesmo orgulho.
E aproveito para deixar os meus parabéns ao Clube Português de Freeride que tanto tem feito por esta maravilhosa modalidade!
Rafael Calado

Pedro said...

Querem saber as opiniões dos Municipes e demais Portugueses?
Vão a http://www.peticao.com.pt/freeride
e leiam, porque é digno e importante ter essa informação.

pedro said...

As motivações desta proibição são tão claras como ridículas.

Em Portugal sempre se optou pelo caminho mais fácil, afinal, tentar enquadrar o desporto de Natureza num Parque Natural onde grande parte da área é privada (nomeadamente na zona em causa) e onde existem tantos interesses financeiros é difícil ... e incómodo.

E enganem-se se pensam que são só os praticantes de BTT os afectados. Isto é só o primeiro passo! Se dependesse de alguns (ridiculamente poucos) todo o acesso ao parque seria condicionado para usufruto de meia dúzia de iluminados (pelos €€€).
E pelos vistos os euros começam mesmo cada vez a falar mais alto ...

O mais ridículo é que Cascais apregoa o desporto! Mas meus amigos, desporto não é só estar fechado dentro de 4 paredes a pedalar num qualquer ginásio!

Sinto-me envergonhado por ser a autarquia da qual sou natural a liderar uma proibição deste calibre! E mais envergonhado ainda por não se conseguir uma mobilização em CASCAIS para lutar contra esta proibição! Os naturais (e residentes) de Cascais deviam ser os primeiros a liderar esta luta!

Vamos acabar com esta proibição sem sentido e trabalhar em conjunto para montar uma infra-estrutura que sirva o Conselho, o Parque Natural e consequentemente a Sociedade!

Pedro Calado

Anonymous said...

Finalmente vai acabarem co desassossega dos freeriders na serra.
Freeride não amigo de ambient.
Já Parabenns ao Parque da Serra de Sintra.

Uma morador de Janes