Tuesday, December 17, 2013

Av. Biarritz-Estoril (Espaço "privado"sem cedência ao comércio local)


Chegado por e-mail:

«Isto só visto "in loco":

-Após passados longos anos:
-Está em execução um parque privado a céu aberto.
-Dizem que é pertença do limite predial.
-Reconheço tambêm razão aos moradores.
-Não sei se a CMCascais,nos tempos idos aprovou as construções com ou sem projeto de cedências ao limite público,neste caso com parqueamento longitudinal.
-Será que no registo predial,as áreas ainda estão válidas até ao limite do arruamento ????
-E o direito de "uso capião",de utilidade pública,não conta ???
-O comércio local não irá sobreviver,apesar da existência de parqueamento pré pago no lado opôsto.
-O meu amigo da Papelaria/Tabacaria,está desesperado.

Até uma próxima

Júlio Dinis»

Friday, December 13, 2013

Voltou às Arcadas o candeeiro desaparecido:


Fotos e "happening" roubados a Nuno Castelo-Branco. E para dizer que ...ainda bem! Não estavam os 4 desaparecidos, apenas 1, do torreão direito do lado poente... desaparecido há mais de 6 meses e não constava que tivesse ido para restauro... Aliás, o mesmo se passou com um do lado nascente, há coisa de 2 anos, que foi ROUBADO, mas descoberto algum tempo depois pela CMC, aliás, em menos tempo do que agora. Bom, vale que... bom filho a casa torna, e isso é que importa. Vou roubar ;-)

Espaço Público da Alapraia-(faleceu)


Chegado por e-mail:

«Bom dia!

Sou consultor habitual, da"Cidadania Cascais",por tal,venho por este meio denunciar o "falecimento" do espaço em referência,descrevo:

-Morei nos apartam.tos contíguos ao espaço há cerca de 40 anos.
-O espaço foi votado ao abandono até à cerca de 7/8 anos.
-Daí para cá os habitantes locais produziram um baixo assinado,liderado por uma jovem,reunindo cerca de 300 assinaturas dirigidas ao Pres.te da CMCascais A.Capucho,que muito bem, deu luz verde,para se requalificar.
-A J.F.Estoril,acompanhou o desenvolvimento da petição.
-As obras de requalificação foram desenvolvidas por 3 fases.
-Foram executados: Ajardinamento,Zona para Parque Infantil,Espaço (ringue) desportivo vedado, com relvado sintético,Balneários,Bancadas,Iluminação pública na zona ajardinada, torres de iluminação para desporto noturno, bancos e arruamentos em pavê.

Apesar de faltar a 4ª. fase,(já concluída) o espaço foi utilizado pelos Munícipes,inclusive eu próprio e minha neta.

-É um espaço que consta da carteira de obras levadas a cabo pela E.M. da CMCascais,(Esuc/Cascais Próxima).

Por estranho que pareça,o ringue foi tomado de assalto,por utentes invasores,que após já com portas abertas ao dispôr, utilizavam em Futsal,com brados gritos,palavrões,asneiras,etc.etc.

-O espaço nunca teve vigilância ou supervisão de utilização, apesar do grupo desportivo local e após, a comissão de moradores da Quinta da Carreira,não conseguirem meios para o efeito.

Decorridos estes anos até ao presente momento,ontem dia 10 de Dezembro de 2013,pelas 19,00 Horas, verifiquei um espaço "falecido",sem iluminação,ringue sem vedação,sem piso sintético, vandalizaram os balneários,etc.

Pergunto-me: Se valeu a pena a Requalificação ??????,eu pensei que sim.

Quem atualmente responderá pela situação.........

Atentamente

Júlio Dinis »

Thursday, December 05, 2013

Aviso n.º 14938/2013 Plano de Pormenor do Espaço de Reestruturação Urbanística de Carcavelos Sul — Discussão Pública


«Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais, faz público que, no seguimento da deliberação da Câmara Municipal de Cascais de 25.11.2013, a que se refere a proposta n.º 1623/2013, foi deliberado proceder à abertura do período discussão pública das propostas de Plano de Pormenor do Espaço de Reestruturação Urbanística de Carcavelos Sul e da delimitação da Reserva Ecológica Nacional a decorrer pelo prazo de 45 dias úteis, contados a partir do 5.º dia posterior à data da publicação do presente Aviso no Diário da República, em conformidade com o disposto nos n. os 3 e 4 do artigo 77.º do Decreto -Lei n.º 380/99, de 22 de setembro, na redação dada pelo Decreto -Lei n.º 46/2009, de 20 de fevereiro.

Durante o período referenciado neste Aviso, as propostas de plano e da delimitação da Reserva Ecológica Nacional, acompanhadas dos pareceres da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo e dos demais pareceres emitidos, encontram -se disponíveis para consulta no Departamento de Planeamento e Qualificação Ambiental, sito no Edifício Tardoz dos Paços do Concelho, na Praça 5 de Outubro, em Cascais, na Sede da União das Freguesias de Carcavelos e Parede, sita na Estrada Torre, n.º 1483, em Carcavelos, na Sede da União das Freguesias de Cascais e Estoril, sita no Largo Vitória 1, em Cascais, na Junta de Freguesia de Alcabideche, sita na Praceta do Moinho, em Alcabideche e na Junta de Freguesia de São Domingos de Rana, sita na Rua Dom Duarte Meneses, 12, em São Domingos de Rana, todos os dias úteis das 10 às 12 horas e das 14 às 16 horas.

Também durante esse período estarão patentes duas exposições públicas das mencionadas propostas, uma na Sede da União de Freguesias de Carcavelos e Parede e outra no Estoril, no edifício da União de Freguesias de Cascais e Estoril, sito na Rua de Santa Rita, 45.

Mais se informa, que serão, ainda, realizadas duas sessões públicas de esclarecimento, uma a ter lugar no dia 17 de dezembro de 2013, pelas 20:30 horas, no Salão Nobre da Sede da União de Freguesias de Carcavelos e Parede e outra, no Centro Cultural de Cascais, sito na Avenida Rei Humberto II de Itália, em Cascais, no dia 14 de janeiro de 2014, pelas 20:30 horas.

Nesse sentido todos os interessados poderão apresentar as suas reclamações, observações ou sugestões, mediante requerimento dirigido ao Senhor Presidente de Câmara devidamente identificado, ou em livro de consulta pública, disponível no Departamento de Planeamento e Qualificação Ambiental/Divisão de Planeamento e Ordenamento do Território, sito no Edifício Tardoz dos Paços do Concelho, na Praça 5 de Outubro, em Cascais ou então via correio eletrónico enviada para o endereço eletrónico: dort@cm -cascais.pt.

Para constar se publica este Aviso e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do estilo.

27 de novembro de 2013. — O Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras.»

Monday, November 25, 2013

Depois da concessão à UNova junto à Nato vem aí o fim da mata Carcavelhos-Sul?


Pela enésima vez, lá volta a gula construtiva pela imensa zona invariavelmente expectante de Carcavelos junto à Marginal. Últimos desenvolvimentos em http://www.cm-cascais.pt/sites/default/files/anexos/gerais/rc_20131118_global_final.pdf.

Thursday, October 31, 2013

ZEP para Cidadela de Cascais, publicada audiência de interessados:


Anúncio n.º 340/2013. D.R. n.º 211, Série II de 2013-10-31 Presidência do Conselho de Ministros - Direção-Geral do Património Cultural Projeto de decisão relativo à fixação da zona especial de proteção (ZEP) conjunta da Cidadela de Cascais, incluindo a Fortaleza de Nossa Senhora da Luz e a Torre Fortificada de Cascais, do Marégrafo de Cascais, do Palácio dos Condes de Castro Guimarães, da Casa de Santa Maria, incluindo o jardim, e do Forte de Santa Marta, sitos em Cascais, freguesia e concelho de Cascais, distrito de Lisboa

Sunday, October 27, 2013

Em Portugal, a corrupção chegou a tal nível que a investigação a um indivíduo, a uma organização ou uma entidade, já não depende das instituíções!
Tem de ser um acto político, que depois se apaga por si...

Thursday, October 24, 2013

Percurso Pedestre " P'Lo Trilho do Guincho"


Chegado por e-mail:

«Amigos,

A Rotas e Raízes, Lda.é uma empresa de animação turística que tem por missão divulgar o nosso património natural e cultural.

No próximo Domingo, dia 26, realizaremos mais um Percurso Pedestre à descoberta do Parque Natural Sintra Cascais - P'LO TRILHO DO GUINCHO.

Está convidado (a) a participar connosco nesta actividade. Venha passar uma manhã de Domingo a respirar o ar puro da serra e do mar.

O ponto de encontro está Marcado às 9h30 na Malveira da Serra (junto à Panisol).
O percurso é circular.
De forma descontraída e à descoberta do meio envolvente, percorreremos cerca de 10 km.

Venham sentir os poderes da caminhada, do convívio e da natureza.

Participem.

Ricardo Nabais

Inscrições em: http://rotasraizes.blogspot.pt/p/inscricao-nas-atividades.html

Agradecemos, a vossa colaboração na divulgação desta iniciativa junto dos vossos contactos.

Nota: A Rotas e Raízes disponibiliza produtos locais, criados de forma tradicional.Delicie-se com as nossas iguarias. Aceitam-se encomendas.»

Wednesday, October 23, 2013

Obras a bom ritmo na Casa Sommer


Fotos: FJ

Pedido de esclarecimentos s/desaparecimento candeeiro belle époque no Estoril (Av. Aida)


Exmo. Senhor Presidente
Dr. Carlos Carreiras


Cc. AMC, Media

Serve o presente para saber do paradeiro do candeeiro belle époque que desapareceu (roubado?) há cerca de 2 meses de um dos pilares decorativos do topo sul da Avenida Aida, no Estoril, e que as fotos documentam.

Já há cerca de 5 anos tinha sido roubado um dos candeeiros, então do lado nascente, na Avenida Clotilde, tendo nós alertado na altura (http://cidadaniacsc.blogspot.pt/2008/11/candeeiro-belle-poque-procura-se.html) a Câmara Municipal de Cascais para o efeito e o seu paradeiro sido descoberto pouco tempo depois e o candeeiro reposto no local. Desta feita é do lado da Avenida Aida. Não há vigilância nestes locais?

Na expectativa, subscrevemo-nos com os melhores cumprimentos


Paulo Ferrero, António Branco Almeida e Júlio Amorim

Monday, October 14, 2013

O PICA

Tentei hoje marcar o meu corte de cabelo.
Respondeu-me o Pica: que tinha acabado as lides aos setenta e alguns anos.
Fiquei triste: Somos da mesma idade e ao longo de muitos anos, além de mim próprio só ele me tratava da cabeleira.
Cidadão de Honra do Estoril e da Cascais de antanho, com hoteis de luxo em vez de apartamentos de lucro.
Transformava-se casas grandes em hoteis.
Construía-se hoteis novos.
Agora, o sentido das coisas é quase sempre ao contrário, com honrosas excepções.
O Pica cortou o cabelo a gente de bem e a gente que nem tanto.
Fique isso, ao menos, a unir quem por ali passou.
E um abraço.
Ao Pica.

Sunday, October 06, 2013

Em 19 do passado Setembro, postei um lamento sobre a falta de Cidadania em Cascais, que reduzia a PSP ao estatuto das outras entidades que deveriam cuidar do ruído terceiromundista na Marginal: uma Inutilidade.
Venho hoje corrigir a mão.
A Marginal continua na mesma e entreguei o caso a Advogados: alguém terá a responsabilidade, para além de "empochar" impostos.
Mas a PSP, afinal, é bem útil: hoje não houve maneira de os funcionários chegarem à entrada na Rua do Banco.
Tiveram de vir a pé desde o parque do Casino.
É que havia uma corrida, também a pé, que interditava a Marginal.
Mas só precisavamos de vir trabalhar na rua do Banco...
Eficácia.
Qual a sensação de dever cumprido?
Em Cascais, para trabalhar e produzir, é um sarilho.

Sunday, September 22, 2013

Cascais Próxima - Elevada ás pessoas?

Pois foi com isto que deparei quando andava no passeio.
Situação detectada no dia 22SET2013 na Rua João Luis de Moura em Cascais.
" Empresa que não dá descanço, ao condutor que por qualquer motivo se atrasa na renovação do pagamento nas áreas de parquímeto pago, com reboques, multas e por vezes falta de bom senso."
Fiscais que abusam das suas competencias já que continuam a tirar dados de veículos mal estacionados fora das áreas dos parquímetro (competência apena das PSP, GNR e PMunicipal (esta dentro e apenas só no Conselho a que pertence).
Ser "Cascais Próxima" com estes exemplos.... Estamos na Républica das Bananas!
Nota: Estes texto e respectivas fotos foram enviadas para a caixa de correio electrónio do Sr. Presidente da CMC.
Aguardo a resposta.




Saturday, September 21, 2013

Cidadania em Cascais???

Hoje a pista de competição da "Av. Marginal" está particularmente animada!
Motos  com escapes melhorados para fazerem tanto barulho quanto possível.
Que saudades da Guiné Bissau.
Era um país de terceiro mundo, com muito barulho no Mercado do Bandim.
Mas era ruído de GENTE.
Não de máquinas ilegais.
Havia menos leis por lá?
Talvez, mas as que havia eram para cumprir.
Pobre país o meu, com pretensões mas sem vergonha.

Friday, September 20, 2013

Thursday, September 19, 2013

Cidadania em Cascais?

A Marginal foi pomposamente redenominada de Avenida Marginal.
Assim é afectada de um coeficiente 2,5 num máximo de 3,0, no que toca a IMI...
É uma via "sensível" pois, para além dos cidadãos que lá vivem - de segunda certamente- existem hoteis de cinco estrelas, noveis apartamentos de luxo, clínicas, residencias para idosos, hospitais e outras instalações de somenos importancia para quem manda e recebe impostos.
Pois este paraíso é diáriamente agredido por ruído de tráfego que em média ultrapassa em muito o que as leis determinam, segundo medições por empresas habilitadas.
Mas fora da média, os picos que ultrapassam o imaginável, produzidos pelas motos com escapes modificados, acordam toda agente, com ou sem os chamados vidros de isolamento.
Muitos turistas se vão embora, perguntando se estão na Europa.
Há meses que me queixo a quem de direito.
O Ministério da Administração Interna responde que encaminhou o assunto para a PSP e Câmara Municipal de Cascais. - Os responsáveis(?).
A PSP responde que compreende o problema mas que não tem meios técnicos para fazer cumprir a Lei.
A Câmara Municipal de Cascais responde que enviou o assunto à Polícia Municipal.
Que me responde que o problema não é com ela.
A Câmara em si, responde umas coisas sem nexo.
A GNR diz que tem os meios, mas que o problema é com a PSP.
E assim vão passando os meses, num país de impunidades gerido por gente inimputável.
Que quer ir a votos...
Para quê?
Algo vai ter de mudar, e muito.

Wednesday, September 18, 2013

Uma obra fantástica

Chegado por e-mail:

«Este é o fantástico passeio, construído em 2012, que constitui o principal acesso pedonal à escola Quinta do Marquês, uma escola na fronteira entre os concelhos de Cascais e de Oeiras, que tem mais de mil alunos, muito dos quais vêm para a escola a pé:


Em frente à entrada da escola não havia nenhuma passadeira. Esta é a fantástica passadeira posta lá há três meses (Junho de 2013), com lugares de estacionamento no canal de atravessamento pedonal - a passadeira assim não serve para nada, não é utilizada, os alunos atravessam onde calha:

Fantástico, não é?

Entidades responsáveis: Câmara Municipal de Cascais e Câmara Municipal de Oeiras.

Queixámo-nos um ano atrás. Tudo continua basicamente na mesma.

Estes e outros pormenores disponíveis aqui:

http://pombaldomarques.blogspot.pt/2012/09/autarcas-com-automoveis-no-cerebro_9.html (situação em Setembro de 2013) [...]

bela.vista.carcavelos@gmail.com»

Tuesday, September 17, 2013

Cidadania em Cascais?
Para avançar com um projecto, a Câmara exige ao cidadão respostas em 15 dias.
Mas atribui-se o "direito" de manter silêncio à mesma questão durante 120!!!
Impunemente.
Prejudicando a economia.
Corroendo pessoas e bens.
Muito vai ter de mudar.

Friday, September 13, 2013

Wednesday, August 28, 2013

Processo de revisão do PDM


Eis o link da CML para consulta da informação a ele relativa http://www.cm-cascais.pt/sub-area/processo-de-revisao-do-plano-diretor-municipal.

Lido na diagonal, e independentemente do que importa opinar sobre o Regulamento e respectivos anexos, a primeira conclusão é a de que não consta online nenhuma informação sobre o modo de se ... participar. Ou seja: onde estão os formulários para participação dos cidadãos?

Friday, August 16, 2013

Friday, July 12, 2013



Monday, June 24, 2013

Pós -Graduação em JARDINS E PAISAGEM na FCSH

O curso, com início em Outubro de 2013, compreende um estágio incluído na unidade curricular de Projecto, no qual o aluno desenvolverá um projeto individual em consonância com o local onde está a realizar o estágio. Para mais informações consulte: http://fcsh.unl.pt/ensino/pos-graduacoes-pt/documentos/pos-graduacao-jardins-e-paisagens.

Wednesday, June 12, 2013

Avenida Saboia

Aqui está uma fotografia do que se está a aprontar na Av. Saboia, em frente à ex-Mimosa. é outra versão do que fizeram no Hotel de Inglaterra.

Wednesday, June 05, 2013

Obras acabadas, a fachada está magnífica... descubra as diferenças!

...

Esta moradia não está no Inventário Municipal?



Então, como é possível ter sido dada autorização ao esventramento total do logradouro desta vivenda da Av. Emídio Navarro, em Cascais, dando assim provimento a um projecto de ampliação que se prevê catastrófico em termos da verdadeira reabilitação? Tenho saudades do cão velho que por ali esteve de guarda durante anos a fio, ladrando a quem se aproximava. Para que serve um Inventário Municipal do Património? (21/3/2012)

Largo da Estação vai ser requalificado



Tuesday, June 04, 2013

Novo posto da PSP Cascais - Quando fica pronto?

Diz o cartaz que ficaria pronto no final do 1º. trimestre de 2013.

Já vamos no inicio do 2º. Semestre e as obras estão assim:

Seremos breves?

Consta que o empreiteiro dexou de pagar aos empregados, etc... etc... e o resultado é este atraso.
A CMC não terá nada a dizer?
Não existem responsabilidades por esta situação?

Monday, June 03, 2013

Alarvidade, mesmo.


«Como é possível uma Câmara do PSD/CDS , como a de Cascais, permitir este crime?», pergunta Manuel Maria Pinto Machado no Facebook, ainda sobre este assunto em boa hora postado por João Nuno Barbosa. Mais adianta MMPM: «O Hotel de Inglaterra é um edifício arquitectonicamente explêndido e a sua visão , cá de baixo, era uma maravilha e quase um ex-libris do Estoril. Vão lá e vejam esta alarvidade. Infelizmente vale a pena ver»

Pois é, 100% de acordo. Contudo:

Isto não é só uma questão de gosto, infelizmente, há regras urbanísticas a respeitar. Desconheço o índice previsto no PDM para ali, desconheço se a CMC tinha alguma espécie de classificação do hotel, etc. As pessoas têm que estar atentas mto antes das coisas aparecerem feitas, geralmente, só se mexem qdo as coisas lhes aparecem pela varanda adentro... há que fazer um levantamento dos lotes intactos e apetitosos, depois consultar sistematicamente os processos de obra e os projectos entrados na CMC, pois como já se saber que regra geral não são afixados avisos no local, mto menos com imagens virtuais do que é previsto aparecer lá, e muito menos ainda, projectos individuais mesmo que com este impacto visual são objecto de discussão pública... quando se acorda, zás, já está feito. E neste país nunca nada é deitado abaixo... Portanto ;-)

Sunday, June 02, 2013

Preservação do património

Já é evidente o resultado das obras de "modernização" do Hotel de Inglaterra. É o costume desta terra. Mais um caixote a tapar as vistas e a desvalorizar o pouco que resta e era bom.

Tuesday, May 21, 2013

Sunday, May 19, 2013

Mais outro candeeiro Belle Époque roubado???


Há coisa de ano e meio foi um do par a nascente, agora é este a poente. Será que foi roubado? Por quem? A CML tem-no para restauro? Ninguém passa cavaco a ninguém. Vila a saque.

Wednesday, May 15, 2013


Negócio

Fechou a estação dos CTT do Monte Estoril. Por falta de procura, dizem eles. O que era um serviço agora é negócio e o cidadão tem que se submeter ao dinheiro, ao lucro, à ganância.
Quem quizer um sêlo que vá a cascais.

Arte Mar

A exposição de escultura no paredão está, este ano, pior do que nunca. É difícil reunir tão grande número  de "obras" como estas. Mas insistem em fazê-la. Cada instalação daquelas necessita de cerca de 16 furos nas lages do pavimento. Vezes onze dá 176, vezes cinco edições dá 880. Pobre paredão.

Friday, April 26, 2013

Que laracha de slogan! Tirem-me esse telão daí, por favor :-(


E, já agora, deitem abaixo o prédio onde ele está afixado e libertem-nos as vistas, plantando árvores e mais árvores! Coisa horrorosa...

Friday, April 19, 2013

Abate de plátanos motiva protestos


In Público (19/4/2013)
Por João Pedro Pincha

Obras de reabilitação do mercado municipal envolveram o abate de plátanos que cidadãos dizem ser saudáveis


A Câmara Municipal de Cascais está a abater plátanos junto ao mercado municipal da cidade, no âmbito de um projecto de reabilitação da zona envolvente àquele equipamento. A situação está a provocar protestos por parte de alguns cidadãos, que consideram aqueles abates injustificados.

“As árvores estavam saudáveis”, diz Maria Ramalho num e-mail enviado ao Fórum Cidadania Cascais. “Um abate em tão grande escala só [é] justifi cável porque se pretende remodelar o esquema de circulação do estacionamento” do mercado, acusa a munícipe.

Até agora, garante a activista, já foram derrubadas sete árvores — o aviso camarário ali afixado informava sobre o corte de três. O abate, afirma Maria Ramalho, foi provocado pela própria câmara, uma vez que “o projecto de estacionamento foi feito sem contar com as árvores”, o que não impediu que os trabalhos se iniciassem, danifi cando as raízes.

A câmara confi rma que houve “intervenções no solo que podem ter tido influência no sistema radicular [as raízes] das espécies”, mas garante que “três delas já apresentavam problemas fi tossanitários que implicariam o seu abate”, de acordo com um relatório do Instituto Superior de Agronomia encomendado pelo município. Entretanto, afirma, os serviços camarários concluíram ser necessário o abate de mais três.

A autarquia promete que serão plantadas novas árvores no lugar das antigas e que uma parte do projecto foi alvo de alterações de modo a evitar o corte de um plátano. “Não serão criados mais lugares de estacionamento”, diz a câmara, que assume considerar os plátanos “de vital importância no conjunto arquitecto-paisagístico da zona”.

O projecto de reabilitação do mercado de Cascais tem como principal objectivo a requalificação do espaço onde se realiza a feira semanal, pelo que as obras envolverão a repavimentação do terreno e a criação de um percurso pedonal para usufruto dos utentes, explica o município.

Wednesday, April 17, 2013

MUITO URGENTE travar este abate de árvores !





Chegado por e-mail:

«A Empresa Cascais Próxima está a implementar um Projecto de Remodelação do Estacionamento de viaturas em redor do Mercado da Vila de Cascais afectando, de forma drástica e irresponsável, um conjunto alargado de plátanos saudáveis e de grande porte.

Foi afixado um Aviso à população alertando para o abate de 3 árvores por razões de segurança o que não corresponde à verdade.

A VERDADE é que o projecto de estacionamento foi feito sem contar com as árvores que ali existem há dezenas de anos originando a que agora tenham que ser abatidos vários exemplares permitindo assim as novas acessibilidades. Importa salientar que a área de circulação que já existe sempre deu para circularem viaturas, inclusivamente pesados de mercadorias.

Por outro lado, na sequência da retirada do alcatrão antigo e de abertura de valas foram afectadas de forma irresponsável as raízes de muitos outros plátanos, pelo menos todos os que se situam em redor do edifício do Mercado, pondo agora em causa a sua subsistência e obrigando a podas radicais.

Assim, alerto todos para que protestem de todas as formas para que este este verdadeiro crime contra o património ambiental e paisagístico de Cascais encapotado de preocupação com os cidadãos de modo a travar o abate de mais árvores e que os responsáveis sejam punidos.

Por favor falem, escrevam ou telefonem para todos os responsáveis da CMCascais que conhecem mas tem que ser muito rápido !

Muito obrigada

Maria Ramalho»

Carlos Carreiras e Paula Rêgo assinam protocolo em Londres:




Monday, April 15, 2013

O que é isto? Lá se vai a mancha verde de Carcavelos junto à Marginal?!!


Bom, parece que o mega-projecto de construção de torres na mata de Carcavelos (gestão Judas) voltou a estar nos planos da actual CMC, já que a anterior (de AOC, ou será a mesma?) o tinha metido na gaveta e bem. Independentemente de andarem a fazer de parvos todos quantos se interessam pelos destinos deste território, a verdade é que continuamos 'às escuras' sobre o que realmente se está a congeminar para aquela mata e terrenos limítrofes e isso é péssimo. Enquanto isso, o PDM faz de conta que se actualiza...Mais betão, NÃO, por favor!

Foto: Chegada por e-mail

Friday, April 05, 2013

Derrocada





Chegado por e-mail:

«As imagens que aqui anexo dizem respeito à derrocada dos taludes de uma urbanização localizada na proximidade do Bairro Fausto de Figueiredo e do campo de futebol do Grupo Desportivo Estoril-Praia. A urbanização em causa tem cerca de 10 anos e foi construida na base de uma encosta muito ingreme e instável. A escavação nalguns pontos atingiu 15 m de altura. Os muros de contenção que foram levantados para suster as terras não aguentaram e no Inverno do ano passado acabaram por derrocar com enorme violência. A situação, talvez por não ser muito visível, é apenas conhecida de quem por ali circula. Até ao momento a CMCascais limitou-se a colocar umas grades e um aviso de perigo. João Fragoso»