Monday, September 06, 2010

Ciclovias em Cascais




Chegado por e-mail:


Boas.

Como seguidor do seu blog (Cidadania Cascais), e como morador em Cascais (centro) e utilizador frequente da ciclovia, gostaria de lhe propor um post com a situação actual da mesma e passeios adjacentes - no seu início, junto à casa de S. Marta.

Para tal envio em anexo algumas fotos que poderá usar como entender, que demonstram claramente e sem margem para dúvidas o que por lá se passa. Mais acrescento que os pilaretes que pode ver nas fotos foram colocados em Dezembro de 2009, parando a sua colocação abruptamente, sem se saber bem porquê. Ainda estão as marcas a azul, no chão, nos locais designados para os restantes, que nunca foram colocados.

A Câmara de Cascais tem um Fale Connosco, no qual eu poderia fazer um pedido de intervenção, mas ao tentar fazê-lo apercebi-me que a colocação do NIF é obrigatória, em vez do número de eleitor, como seria de esperar. Esta é também outra situação que não entendo e que acho estranha: para que diabo precisam do meu NIF?

Obrigado pela atenção e parabéns pelo seu blog.

Cumps,
Nuno Pinto

PS: Obviamente que me pode identificar se assim o entender.

6 comments:

MnelVP said...

Efectivamente a atenção que a CMC dá às bicicletas é ridícula.
Existe um plano com promessa para compartir o paredão entre peões e bicicletas, mas este está assustadoramente atrasado.
Já fui chamado a atenção da polícia várias vezes no paredão, mas nesta ciclovia do Guincho quase não podemos circular por causa dos peões e dos carros.
E a solução de compartir esta ciclovia em alguns troços onde não construiram o passeio de peões é vergonhosa: a semana passada caí por causa de 2 peões que não se desviaram a tempo (e depois para o lado errado) provocando estragos na bicicleta. A zona era só de bicicletas.

Eu até queria ir às compras de bicicleta, mas a CMC não me deixa que o faça em segurança, portanto sou obrigado a levar o carro.

Triste

Nuno A. Pinto said...

É verdade, enquanto o passeio de peões até ao Guincho (passeio amarelo) não estiver todo ligado, a ciclovia terá de ser partilhada. O problema é que, mesmo nos sítios onde os peões têm passeio amarelo, não têm passadeira para lá chegar.

Para além disso, a própria sinalização da ciclovia deveria ser reforçada nalguns pontos, de forma a evitar pedestres na faixa de bicicletas e vice-versa.

A parte da Boca do Inferno é outro problema grave, pois muitas pessoas nem se apercebem que estão numa ciclovia.

lmaa said...

Mais interessante ainda é que a policia municipal multa quem andar de bicicleta no paredão, no entranto nunca os vi multar os carros mal estacionados nem os peões que circulam na ciclovia.

Dois pesos e duas medidas que não se compreendem nem se justificam.

Bettencourt said...

Há cerca de 8 anos reclamei para a CMC, por duas vezes e uma terceira para o Sr. Provedor do Munícipe, com referência às duas reclamações prévias.

A CMC não me respondeu.

O Provedor do Munícipe, respondeu dizendo que só intervinha após "não actuação dos serviços competentes."

Por "coincidência" dois ou três meses depois, recebi uma carta das Finanças de Cascais para apresentar toda a documentação dos últimos cinco anos. (1ª Fiscalização que tive).

"Por acaso", nunca mais reclamei, e por "coincidência", nunca mais fui fiscalizado pelas Finanças.

Nuno Alexandre Pinto said...

Pois, foi esse tipo de situação que me fez pensar quando vi o preenchimento do NIF obrigatório, não que tenha algo a esconder da minha situação fiscal, mas porque, simplesmente, é uma forma intimidatória de agir.

Eu moro em Cascais há cerca de dois anos e trabalho aqui há cerca de 6. Antes morava na freguesia de Monte Abraão, concelho de Sintra, considerada de alto risco e, onde alguns dizem: "há tiros todas as noites!".

Pois bem, nessa tal freguesia sempre que queria intervir em termos de cidadania bastava-me preencher um formulário chamado "Pedido de Intervenção" onde, justamente, me pediam apenas o número de eleitor e o contacto.

O que acontecia depois? No dia seguinte a Presidente da junta (sim a Presidente, imaginem isso aqui em Cascais) ligava-me para o telemóvel para se inteirar da situação. Estamos a falar de uma freguesia com mais de 40.000 habitantes, apinhados em 2km2.

Ora, este é o nível de cidadania que me habituei durante os mais de 30 anos que por lá vivi, na tal zona de "alto risco".

Quando realmente começo a viver Cascais, apercebo-me que a Junta de Freguesia não existe, e a Câmara actua desta forma...

Os pilaretes junto à ciclovia começaram a ser colocados em Dezembro de 2009 e foram suspensos até hoje (Setembro de 2010). Porquê? Quem poderá responder? Será que incomodavam demasiado algumas pessoas com interesses na zona? Não saberemos pois não é possível falar com a Câmara através do Fale Connosco...

Fernando Boaventura said...

Através de um e-mail enviado para o sr. Presidente da CMC em 03-07-2008 sobre um outro assunto a dado passo escrevi: "É certo que poderia utilizar os recursos do site da CMC, através da opção "fale connosco", para apresentar esta reclamação, mas por não estar de acordo com o preenchimento de alguns campos ditos "obrigatórios.
Concordo plenamente com os campos, nome e endereço de correio electrónico, mas quanto á necessidade de indicar o NIF creio ser demais.
E demais porquê? Porque não estamos a pedir facturas, pagar impostos ou pedir empréstimos. Estamos apenas a pedir informação ou dar sugestões ou efectuar reclamações. Noutros formulários de outras câmaras até é possivel, se o entendermos, colocar os assuntos de forma anónima.
Acreditando que Vª. Exª. estará atento ao acima exposto,
Com todo o respeito,Fernando Boaventura"
Recebi depois a resposta do sr. Presidente no mesmo dia: "Vou verificar a sua referência aos campos de preenchimento obrigatório.
Com os melhores cumprimentos,
António d'Orey Capucho
(Presidente da Câmara Municipal de Cascais)."

Resultado: DOIS ANOS depois a situação continua. Na altura ofereci os meus préstimos para resolver o problema caso não existessem técnicos informáticos para desactivar um campo obrigatório através do Exchance Server. Coisa que se resolve em minutos.
Parece que o campo serve mesmo para o que aqui se tem dito.