Friday, March 16, 2007

Carta aberta ao Senhor Ministro da Saúde

Ex.mo Senhor Ministro da Saúde,
Dr. Correia de Campos

Há exactamente um ano, e já nessa altura com o atraso de um ano, a Comissão de Avaliação das propostas de construção/exploração do novo Hospital de Cascais anunciava os Hospitais Privados de Portugal (HPP), consórcio constituído pela Caixa Geral de Depósitos e pela Teixeira Duarte, e a José Mello Saúde (Grupo Mello) como sendo os apurados para a fase seguinte, ou seja, a fase em que se daria uma negociação com os apurados com vista ao apuramento final, ao «vencedor» definitivo. Fase que se supunha ser breve.

No site dos HPP refere-se mesmo que « (...) o contrato de gestão do Hospital de Cascais envolve a gestão e exploração do actual Centro Hospitalar de Cascais e a concepção, construção, financiamento, conservação e exploração do novo Hospital de Cascais, situado em Alcabideche» e publica-se uma fotografia virtual (em anexo).

Mas passado novo ano, em Fevereiro de 2007, ou seja, passados dois anos e meio desde o despacho conjunto 554/2004 (DR 2ª Série nº 204 de 30/8) que aprovou as condições de lançamento da parceria público-privada relativa à construção e gestão do novo hospital de Cascais, incluindo o programa do respectivo concurso público internacional e o caderno de encargos ... Cascais continua sem saber quando é que arrancam as obras de construção.

Mais, muito recentemente, há cerca de 15 dias, a CMC avançou com as obras das acessibilidades ao hospital («virtual»!...), obras cujo investimento rondará os 7 M €, sendo previsível que envolvam melhoramentos nas faixas de rodagem da 3ª circular, nos acessos ao Pisão e ao Cabreiro, requalificação das redes de abastecimento de água e energia eléctrica, gás e telecomunicações. As obras em Alcabideche já começaram, mas o novo hospital, esse, não passa do papel!...

«No princípio era o verbo...», e talvez por essa fidelidade à bíblica mensagem, se tenha prometido 2009 como sendo o ano do novo hospital de Cascais. Só que, neste momento, já estamos a menos de dois anos dessa data-limite e nem sequer sabemos quem é o vencedor do concurso quanto mais vermos fisicamente o novo hospital!... Nesta altura, só sabemos uma coisa: que o Sr. Ministro da Saúde anunciou publicamente que faria, em Fevereiro de 2007, o anúncio do vencedor do concurso para a construção/exploração do novo hospital de Cascais. Até agora... nada!

Sabemos quanta preocupação terá o Sr. Ministro com outros assuntos como o fecho das urgências e dos serviços de obstetrícia por esse país fora; mas já estamos em Março de 2007, Sr. Ministro, e Cascais precisa, efectivamente, de um novo hospital!

Talvez o Sr. Ministro nunca tenha frequentado o velho, mas há milhares e milhares de pessoas que já o fizeram e que anseiam por uma nova unidade, moderna, bem situada e com acessos facilitados, e, sobretudo, real! Sem ser de... faz-de-conta!

Paulo Ferrero, José d'Encarnação, Eduardo Santini e Pedro Partidário

1 comment:

Joe Bernard said...

É a vergonha do costume!
Palavras, +palavras e palavras.
Actos, só o da CMC, que vai iniciar as obras...
Vamos lá a ver para quê...
No fim, não vai haver hospital algum!
Esperem e verão!