Monday, July 09, 2007


Está prevista para o dia 18, a partir das 18.30 h., no Centro Cultural de Cascais, a apresentação, pelo Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, do livro Recantos de Cascais. No sábado seguinte, dia 21, das 17 às 19 h., haverá sessão de autógrafos na Feira do Livro, em Cascais.

É uma edição da Câmara Municipal de Cascais e de Edições Colibri, que teve o apoio do Jornal da Região, da Sociedade Estoril-Sol e das juntas de freguesia de Carcavelos, Cascais, Estoril, Parede e S. Domingos de Rana.

Tomo a liberdade de enviar, em anexo, imagem da capa (que reproduz fotografia, da autoria de Filipe Guerra, de um recanto por descobrir...) ...

J. d'E.

2 comments:

residente said...

A população de uma rua da cidade de Almada está indignada com a falta de ética política e desrespeito a compromissos assumidos por alguns autarcas, nomeadamente a Presidente da CMAlmada, que não querem respeitar uma decisão democrática do Governo, a favor dos residentes locais.
Aceda a http://triangulodaramalha.blogspot.com e veja as razões dos moradores.
A imprensa escrita não divulga actualmente esta atitude antidemocrática da Presidente da Câmara e seus acompanhantes

Pedro Partidário said...

caro J. d'E, saúdo-o pelo espírito que o leva a "recolher" e divulgar os recantos... terá em mim um leitor-visitador e revisitador, do seu livro. Fá-lo-ei com muito interesse e expectativa. E, desde já fico-lhe grato, porque, como tento ser fazedor de recantos que provoquem surpresa e momentos de interesse para os cidadãos, tenho sempre muita expectativa em perceber como é que os cidadãos vêem os recantos das cidades.

Mas (e espero que a minha truculência, que é contristada, não ofenda susceptibilidades) não irei ao seu lançamento do livro, porque uma apresentação feita pelo Prof. M pode ser uma pura perca de tempo, e perniciosa para a forma como o vou ler. Assim, porque o meu tempo é-me muito precioso, farei um lançamento paralelo, privado, entre amigos interessados pelo assunto.
É que (sabe?), como vejo com atenção o Prof. M, vejo que, no que respeita a opiniões sobre este tipo de questões, ou elas são emitidas em jeito de "toca-e-foge" por pura diversão - convenientemente garantida pela cátedra mediática onde se instalou, e tornando-se assim possível, escamotear a falta de preparação - ou, o Prof. M faz isso, por causa de uma qualquer carteira de motivações escondida e, então, aparenta-se mais com um atirador furtivo.
No que respeita a estes assuntos (que não são os da sua especialidade), este simpático e loquaz, "sniper", terá de calibrar a (má) arma que conseguiu comprar no mercado de segunda-mão deste país de terceiro-mundo. É que tenho observado mais tiros ao lado, do que acertos no alvo e, cuidado(!), porque as armas mal calibradas juntas com falta de pontaria, acabam em "tiros-nos-pés".

Que tenha muito sucesso o SEU livro! Que ele seja superior às estratégias de marketing!