Wednesday, October 17, 2007

Resposta do Sr. Carlos Carreiras:

«Caro António;

Considero que a resposta deve ser durissima, ao que sei inscreveram-se para a sessão de câmara.
Tenho o dossier todo estudado e temos razões mais do que suficientes para passar ao ataque, o projecto cumpre a resposta ao Pedido de Informação Prévia emitida em 2003, assim como todos os pareceres de salvaguarda do DAM e do DEC.
Quanto ao edificio "castelinho" era recente e ilegal.
Aguardo instruções.
Abraço
Carlos Carreiras»

Espero que a resposta «duríssima» não esteja a traduzir-se no abate indiscriminado de árvores, mesmo daquelas que estavam «protegidas» pelo novo «monstro».

Começa mal a pré-anunciada sucessão do Sr. Carreiras ao Dr. Capucho, e começa mal a sua pré-campanha para a Distrital do PSD.

3 comments:

Pedro Partidário said...

A "Moda (de) Lisboa" sempre transitou para Cascais. Na passerelle os reis-eleitos - na sua loucura - ainda acreditam terem sobre si as vestes que lhes escondem o novo prazer: arrogância e desprezo por quem os elege, como táctica de governação.
Assistimos, há mais de 200 anos, à desfaçatez a sobreviver a qualquer regime de governo.

Pedro Partidário said...

...seria muito curioso reconstruir e conhecer o processo (seus actores e seus "acidentes") que levou à emissão da "resposta ao Pedido de Informação Prévia", que sanciona por parte da Câmara (Público), e define aquilo que, de forma "responsável", o promotor cumprirá!!

Vasco said...

N�o sei quem � que est� encarregue de estudar a hist�ria dos im�veis na c�mara, mas � �bvio que n�o fizeram o trabalho de casa em rela�o ao edif�cio "castelinho" na Rua Trouville. Existem v�rias fotografias do inicio do s�culo em que aparece essa casa. � verdade que estava abandonada e um pouco adulterada, mas pelo menos a torre era original e devia ter sido mantida.