Wednesday, October 31, 2007

Plano Estratégico para o Turismo no Município de Cascais (2006-2009):

http://www.gestaoestrategica.ccdr-lvt.pt/files/256.pdf


Fonte: mão amiga

1 comment:

Pedro Partidário said...

Parece, portanto, que se assume que, à excepção do "centro histórico de Cascais" [que deverá ser (?) alvo de operação de "requalificação"], os valores das paisagens urbanas do Concelho, não são consideradas como relevantes na consideração do seu potencial turístico.

...mas (pergunta-se) é no "centro histórico" de Cascais que se encontra plasmado o referido "passado glorioso de 'glamour'"? E no Estoril? E no actualmente inconveniente Monte Estoril? e na zona transversal que é o eixo da Marginal?
O carácter do "centro histórico" de Cascais não se funda muito mais (com as evidentes excepções) no carácter de uma vila piscatória?

Este "Plano", aposta ainda, apenas, nas intervenções pontuais no património edificado. Ignora o sentido de conjunto das paisagens urbanas. Ignora as paisagens urbanas e o seu valor cultural. Cuidado: não é a mesma coisa fazer um Festival Internacional de Cinema ou de Moda, ou de Teatro, em Paris, em Barcelona, Madrid ou... na Reboleira ou no Cacém!!

O "Planeamento" feito assim (sem Planeamento urbano e sem Salvaguarda dos conjuntos urbanos), continuará a ser um somatório de iniciativas de valor financeiro expectável... e o público-alvo espanhol e inglês, é-o apenas enquanto consumidor potencial de 3ª e 4ª habitação em condomínios privados-fechados como os que têm sido projectados, aprovados e construídos nas zonas mais significativas do Concelho... até que se cansem da desqualificação dos bairros.